EVENTOS DE FÍSICA

Confira os pôsteres premiados do XXXVIII ENFPC, Realizado de 18 a 22 de setembro
Entre os dias 18 e 22 de setembro, ocorreu em Passa Quatro (MG) o XXXVIII Encontro Nacional de Física de Partículas e Campos. Durante o evento, foram escolhidos e premiados pôsteres em quatro categorias. Confira a lista dos ganhadores.
Teoria Quântica de Campos

Vencedor:
Camila Correia Soares (UFMA)

Menção honrosa:
Patrícia Pinto Abrantes (UFRJ)

Fenomenologia de Partículas Elementares

Vencedor:
Pedro Ivo Silva Batista (IFSC-USP)

Menção honrosa:
Fernando Sartoreli Borcsik (Unicamp)

Física Experimental de Altas Energias

Vencedor:
Raphael Gomes de Souza (UERJ)

Menção honrosa:
Eduardo Ferronato Bueno (IFSC-USP)

Cosmologia e Gravitação

Vencedor:
Danielle Kaori Nakashima (IFSC-USP)

Menção honrosa:
Juliano Choi Rodrigues (Unicamp)

Matérias relacionada, divulgada no blog ciências e educação, editado pelo professor Rafael Rodrigues (UFCG, campus Cuité). 

https://rafaelrag.blogspot.com.br/2017/09/confira-os-posteres-premiados-do.html

INSCRIÇÕES PARA PARTICIPAR DA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA SE ENCERRARÃO DIA 31 DE MARÇO 

OBA-Olimpíada Brasileira de Astronomia, INSCRIÇÕES ATÉ 31 DE MARÇO. A OBA possui uma única fase e consiste na realização de uma prova no dia 16/05/2014, no horário mais conveniente para a Escola e na própria Escola. No ano passado, o colégio estadual do Morro do Cruzeiro foi a única escola de Alagoa Grande que participou, alguns estudantes se destacaram e ganharam medalhas de bronze. Ligue para o nosso programa para dizer os nomes destes alunos, no informativo GEMAG, no domingo, das 11:30h às 13h, na rádio Piemonte FM. Vamos fazer uma homenagem aos alunos que ganharam as medalhas de bronze.



Na semana passada, o professor Rafael Rodrigues (UFCG, campus Cuité) divulgou a OBA 2014, no CAIC de Alagoa Grande, na sexta-feira, pela manhã, na turma do 6o. ano, juntamente com a professora de Ciências Carmem Lúcia Figueiredo e o diretor Ronaldo. Ele falou do sistema solar e do cientista Galileu, que observou pela primeira vez as luas do planeta Júpter. Galileu morreu em 1643, no ano em que nasceu o cientista britânico Isaac Newton.


Veja as imagens.



                                            Professores Rafael, Fátima e Ronaldo



Veja mais imagnes, em



II Semana da Física, 2013, da UFCG




O Centro Acadêmico de Física tem o orgulho de informar que realizara mais uma edição da Semana da Física da UFCG, campus Campina Grande. O evento tem o intuito de aproximar os alunos, disseminar saberes, e trazer as novidades do mundo da física. 
    Com um formato bastante dinâmico e leve, é possível que alunos de diversas áreas, bem como alunos de mestrado possam acompanhar as palestras e mini cursos. 
    O evento ocorrera nos dias 18 e 19 de dezembro de 2013. Devido a grande procura na ultima edição, este ano teremos uma quantidade de vagas limitadas, por isso recomendamos que façam o quanto antes sua inscrição.

- Profº Dr. Rômulo Rodrigues da Silva
Uma proposta para o Ensino de Física na UFCG 
- Prof° Dr. Luciano Barosi
Os espantalhos da Mecânica Quântica
- Profº Dr. José suassuna Filho
Técnica algébrica de Wigner-Heisenberg em Mecânica Quântica
- Profº Dr. Rafael de Lima Rodrigues

Perspectivas da Física experimental na UAF-UFCG 
- Profº Dr. Douglas Vitoreti da Silva
O Bóson de Higgs 
- Profº Dr. Diego Cogollo
Efeito de agentes quelantes no processo de crescimento de nanopartículas de α-Fe2O3
- Dr. Rodrigo Lima 
PROGRAMAÇÃO COMPLETA NO LINK ABAIXO


Encontro de Físicos do Norte e Nordeste encerrou a etapa dedicada à Pesquisa, na sexta, 8 de novembro

Evento aconteceu no Garden Hotel 
 

Teve início na quarta, dia 6 de novembro, no Garden Hotel, à noite, a etapa dedicada à Pesquisa do XXXI Encontro de Físicos do Norte e Nordeste (EFNNE), evento que reúne, em Campina Grande, físicos de todo o país.

 

Na programação, mesa redonda, palestras, comunicações orais, plenárias e sessões de painéis. O evento será encerrado na noite da próxima sexta, dia 8, com uma sessão de homenagens e uma assembleia geral.

 

Ao longo de suas 30 edições, o evento tem contribuído significativamente para a formação de jovens cientistas, para a consolidação de grupos de pesquisa em áreas estratégicas, para a manutenção da qualidade do ensino, da pesquisa e da extensão.

 

Esta edição do EFNEE conta com apoio das universidades Federal de Campina Grande (UFCG) e Estadual da Paraíba (UEPB), e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB).

 

Para mais informações, acesse: http://www.sbfisica.org.br/~efnne/xxxi/

 

Veja algumas imagens do dia 7 de novembro

                                           Professores Wilson, Rômulo e Eduardo

Imagens da sessão sobre Fundamentos da Física

  Palestra sobre Mecânica Quântica no Espaço de Fase

                                               Professor David

              Professor Aércio, coordenador da sessão sobre Fundamentos da Física

 Clique no link abaixo, para ver mais imagens

http://rafaelrag.blogspot.com.br/2013/11/encontro-de-fisicos-do-norte-e-nordeste.html

 

Veja algumas imagens de  6 de novembro, da parte de ensino de Física, no Encontro de Físicos do Norte Nordeste, em Campina Grande

Parte de Ensino  do EFNNE 2013, encerra nesta quarta-feira, no Guarden Hotel.
O professor Francisco da UFCG, campus Campina Grande, está na coordenação geral do evento.
 

A recém nomeada professora da UAF-CCT-UFCG, Dra. Katameri, ministrou um seminário, sob a coordenação do professor Alessandro da UEPB, na quarta-feira, 6 de novembro, às 9h.

Clique em link abaixo para ver outras  as imagens

  PROGRAMAÇÃO DA FÍSICA NA SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CES/ UFCG – 2013.

A palestra do Professor Rafael Rodrigues (UFCG, campus Cuité), para alunos dos cursos de Química, Física e  Matemática do CES, aconteceu na quarta-feira, 13 de novembro, às 14h, na central de aulas do bloco G.
  

Nesta palestra abordamos os momentos da Física  Quântica,  a qual  teve sua origem através da contribuição de nomes como:  Max   Planck (radiação do corpo negro, 1900, Alemanha), Einstein(efeito fotoelétrico, 1905) (Alemanha), Niels Bohr(níveis de energia para o átomo, 1913) (Dinamarca), Luois de Bröglie (ondas de matéria, 1924, França), Erwin Shrödinger (equação para a onda de matéria, substituiu a equação 2a. lei de Newton, 1925, Austria),  Werner Heisemberg (relação de incerteza de da mecânica quântica, 1927) e (Alemanha) entre outros nomes e, posteriormente, os brasileiros César Lates e Leite Lopes, ambos fundadores do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas.

A mecânica clássica, baseada nas leis de Newton, enunciadas em 1667, foi substituída pela mecânica quântica para obter resultados compatíveis com as experiências.


O átomo de Dalton, do início do Século XIX, indivisível, como a palavra átomo significa, com o avanço da tecnologia,  foi substituído por outros modelos. A Física de baixas energias e a Química são governadas pelo seguinte Modelo Atômico:  prótons (Rutherford, 1919) e nêutrons (Chadwick, 1934) no núcleo e os elétrons (Thompson, 1897) vibrando em torno do núcleo do átomo. A Física de altas energia descreve as interações dos constituintes dos prótons e nêutrons: quarks, partículas com cargas fracionárias, descobertos no início da década de sessenta do Século XX. São 3 quarks que formam um próton(1 down e dois up) e 3 quarks formam um nêutron (1 up e 2 down).
Título da Palestra “Introdução à
Mecânica Quântica e suas
Aplicações”. Prof. Rafael




Imagens das palestras dos professores Fábio, Joseclésio e Deisiane.



Veja a programação completa das atividades do Curso de Física durante a
SEMANA NACIONAL DE CIENCIA E TECNOLOGIA 
DO CES/ UFCG – 2013, clique em


INICIARAM AS ATIVIDADES DO IV WORKSHOP DE FÍSICA TEÓRICA DO CBPF, NA SEGUNDA, 7 DE OUTUBRO

O IV workshop de Física teórica do Centro Brasileiro de pesquisas Físicas (CBPF), coordenado pelo professor Evaldo M. F. Curado (CBPF),  iniciou hoje, 7 de outubro, com palestrantes do Brasil e do exterior. O evento acontece de 07 a 09 de outubro de 2013, na Urca, ao lado do morro do pão de açúcar. Para hoje além das palestras terá também uma sessão de apresentação de trabalho. Dois professores paraibanos estão participando, o professor Valdir Barbosa Bezerra da UFPB, campus João Pessoa, ministrou a palestra de abertura, sobre o efeito de Casimir gravitacional. O professor Rafael Rodrigues (UFCG, campus Cuité) apresentou um trabalho sobre sistemas quânticos descritos por Hamiltoniano complexo com simetria PT (paridade e inversão temporal), com autovalores reais.    

Após o coffee break e apresentação de trabalhos, o evento continuou com o professor Fernando D. Nobre falando sobre a generalização do fenômeno de produção da entropia.
do Centro Brasileiro de pesquisas Físicas (CBPF), que vai acontecer de 07 a 09 de outubro de 2013, na Urca, ao lado do morro do pão de açúcar.


As atividades, à tarde, foram coordenadas pelo professor Marco Aurélio (CBPF). O professor José Helayel Abdalla-Neto (CBPF) falou sobre os aspectos teóricos dos supercondutores topológicos. Ele fez também uma bela  homenagem ao professor Constantino Tsallis, pelos seus 70 anos e, principalmente, pela coordenação de um grupo de pesquisa,  mantendo uma rede de colaboração internacional, de destaque mundial.

Depois falaram Tobias Micklitz, condutância de um fio quântico e Sérgio Duarte, não equilíbrio no freeze out, químico reações entre ions pesados relativísticos. O último palestrante do primeiro dia do evento foi o professor Francesco Toppan (CBPF), falando sobre os aspectos da invariância super-conforme.

                                                Professor Valdir





                                             Professores Evaldo e Valdir




                                      Professores Constantino (CBPF) e Hugo (UFRJ)
                                         Professores Rafael (UFCG) e Constantino

                                          Professores Valdir e Marcelo

Link para ver mais fotos

http://rafaelrag.blogspot.com.br/2013/10/iniciaram-as-atividades-do-iv-workshop.html


IV Workshop de Física Teórica do CBPF 



O IV Workshop de Física Teórica do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), a ser realizado no período de 07 a 09 de outubro de 2013, no prédio do CBPF, na Urca, Rio de Janeiro.

O evento contará com a participação dos pesquisadores da TEO/CBPF, de alguns cientistas convidados do CBPF e de outras instituições. Também teremos trabalhos regulares selecionados para apresentação sob forma de painel. Dentre os objetivos do evento está propiciar uma maior interação entre as diversas áreas que constituem a física teórica, por meio do intercâmbio de ideias e métodos básicos usados nestas áreas, e permitir uma maior interação entre os pesquisadores da física teórica do CBPF e a comunidade de físicos teóricos brasileiros. 

Comitê Organizador
Professores Evaldo M. F.Curado e Marcelo J. Rebouças



 
 
 
 
 
 
Inscrições, programação e outras informações, a quem interessar, clique em

Link,

Duas Sessões de Painéis no Encontro de Física de Partículas e Campos 2013

                                                    Professor Alex da UFABC, à direita.

O XXXIV Encontro Nacional de Física de Partículas e Campos, que iniciou dia 26 e termina no dia 30 de agosto de 2013, em Passa Quatro-MG.

 Professores Paraibanos Carlos Romero e Rafael na sessão de painel.
Nos dias 27 e 28 de agosto aconteceram as apresentações de resultados de pesquisa pelos participantes, na sessão de painéis, vindo de diferentes regiões do país. Da Paraíba, participaram  sete docentes, sendo Carlos Romero, Dionísio, Laerson e Roberto Menezes da UFPB; Francisco Brito, Rafael Rodrigues, Geusa Marques, Victor e a mestranda Vivianni Cordeiro da UFCG. Priscila Souza fez o seu mestrado em Física na UFCG e agora  está cursando o doutorado em Física na UFRN. De Sergipe, o único representante foi  professor Fabiano do campus Itabaiana. De Alagoas particpou apenas o professor Job Saraivia. Da Bahia, Clésiso Alves, pesquisador autónomo da UESC e o professor Esdras da UFBA. Dos 258 participantes, a maioria é composta por alunos de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Alguns alunos de iniciação científica também apresentaram seus painéis.
Na programação da quarta, 28, além das palestras, sessões de comunicações orais, inclui também uma sessão de divulgação científica pelo professor Leandro da UFRJ, às 18:30h.

Professor Wilson da UFJF, coordenou uma sessão de teoria de campos




 


                                          Professores Esdras (UFBA) e Victor (UFCG)
                          Professores Adalto (IFMA),  Francisco(UFCG) Job Saraiva(UFAL)


 

Clique em mais informações para ver mais imagens


  

 

Iniciaram as atividades do XXXIV Encontro Nacional de Física de Partículas e Campos, em Passa Quatro-MG, nesta terça, 27 de agosto

XXXIV Encontro Nacional de Física de Partículas e Campos26 a 30 de agosto de 2013
Passa Quatro - MG
PROGRAMA
26/08
27/08
28/08
29/08
09:00-10:00
Plenária PL1
Unruh
Plenária PL3
Nunokawa
Plenária PL5
Dain
10:00-10:15
Café
Café
Café
10:15-10:55
Paralelas
PA01PA02
Paralelas
PA05PA06
Paralelas
PA09
PA10
11:00-12:30
12:30-14:30
Almoço
Almoço
Almoço
14:30-15:30
Plenária PL2
Pomarol
Plenária PL4
Cvetic
Plenária PL6
Bonivento
15:30-16:10
Paralelas
PA03PA04
Paralelas
PA07PA08
Paralelas
PA11PA12
16:15-16:30
Chegada
Painéis  - Café
Café
16:30-18:00
18:00-19:30
Coquetel
Mesa Redonda
e Encerramento
20:00-21:00
Jantar
Jantar
Jantar
Jantar
21:00
Homenagem
Assembléia

Índice de autores
A
B
C
D
E
F
G
H
I
J
K
L
M
N
O
P
Q
R
S
T
U
V
W
Y
X
Z
  • Painéis com espaço de 1x1 metro para colagem ou 1 metro de largura x 2 metros de altura para banner.
  • Para apresentação oral haverá computadores com multimídia (data show) com Windows + Office
PALESTRAS PLENÁRIAS
PL1 - William Unruh (British Columbia University, Canadá)
PL2 - Alex Pomarol (Universidade Autonoma de Barcelona-UAB)
PL3 - Hiroshi Nunokawa (PUC-Rio)
PL4 - Mirjam Cvetic (University of Pennsylvania-UPenn)
PL5 - Sergio Dain (Universidad Nacional de Córdoba, Argentina)
PL6 - Walter Bonivento (INFN, Cagliari)
PALESTRAS PARALELAS
PA01 - Diego Trancanelli (USP)
PA02 - Oscar J. P. Eboli (USP)
PA03 - Ioav Waga (UFRJ)
PA04 - Ernesto Kemp (UNICAMP)
PA05 - Jorge Noronha (USP)
PA06 - George Matsas (IFT/UNESP)
PA07 - Laercio Losano (UFPB)
PA08 - Andre Sznajder (UERJ)
PA09 - Carlos Romero (UFPB)
PA10 - Marcelo Munhoz (USP)
PA11 - Roldão da Rocha (UFABC)
PA12 - Vicente Pleitez (IFT/UNESP)
PALESTRAS DE REVISÃO
Cosmologia e Gravitação: Sérgio Jorás (UFRJ)
Fenomenologia das Partículas Elementares: Ricardo D'Elia Matheus (IFT/UNESP)
Física Experimental de Altas Energias: Vitor de Souza (USP-São Carlos)
Teoria de Campos: Silvio Sorella (UERJ)
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA
Leandro de Paula (UFRJ)

Os participantes, estudantes de iniciação científica, mestrado, doutorado, pós-doutorado e docentes,  partiram de São Paulos e Rio de janeiro, em ônibus patrocinado pela sociedade Brasileira de Física (SBF), vindo de várias estados do Brasil. O professor Rafael Rodrigues (UFCG, campus Cuité-PB) chegou no Rio, no domingo, 25, e viajou no ônibus, saindo ao lado do morro da URCA, próximo ao CBPF, às 12h, passando pela praia de Botafogo, aterro do Flamengo,  aeroporto Santos Dumont, com uma parada no município de Resende, chegando em Passa Quatro, às 17:40h. Neste ônibus, coordenado por Antonio D. Pereira Junior,  viajaram também os docentes Sorella, Marcelo e  Rudnei (UERJ), Ioav (UFRJ), Sergio, entre outros. 

                                   Professor Doutores Ioav e Rudnei



                                           Professor Dr. Marcelo (UERJ)
                             Professores doutores Sorella (UERJ) e Roditi (CBPF)
                                          Professor Sergio



                             Professores Sorella, Roditi e Rafael
Para ver a postagem completa clique em

 

Um dos temas em destaque na  XVII Escola de Verão de Física de partículas e campos: O modelo padrão na era do LHC (The Standard Model in the LHC Era )


O professor Dr. Arthur Kós Antunes Maciel do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) disponibilizou previamente o material de suas aulas sobre o acelerador de partículas LHC, a serem ministradas na primeira semana da Escola de Verão de Física 2013, em Campos do Jordão-SP.

Email: maciel@cbpf.br

A XVII Escola de Verão Jorge André Swieca, sessão de Física de  partículas e campos  realizada no período de 20 de janeiro a 02 de fevereiro de 2013 no Hotel Orotour em Campos do Jordão-SP. 

Para ver a postagem completa clique em

http://rafaelrag.blogspot.com.br/2013/01/um-dos-temas-em-destaque-na-xvii-escola.html



Professor do CES participa de evento de Física em Campos do Jordão-SP


Adendo do blog rafaelrar. O portal do Centro de educação e Saúde (CES) da UFCG registrou também a escola de verão de Física em Campos do Jordão.


O professor Rafael Rodrigues (foto) do curso de Licenciatura em Física - campus da UFCG em Cuité-PB (CES) - está participando da XVII Escola de Verão Jorge André Swieca (EVJAS) de Partículas e Campos realizado no município de Campos do Jordão-SP. Trata-se de um evento tradicional no calendário da Física no Brasil que acontece a cada dois anos, direcionado aos estudantes de pós-graduação, pós-doutores e jovens doutores da área da física de ‘altas energia’, teoria de campos, cosmologia. Rafael Rodrigues é o único docente representante da UFCG no evento.

Na oportunidade, o professor apresenta um trabalho sobre estados coerentes de um oscilador com acoplamento spin-órbita em 3 dimensões, cujos resultados farão parte da dissertação de mestrado do estudante Paulo Ribeiro prevista para ser defendida na UFCG, campus Campina Grande-PB. O trabalho também tem a orientação do professor Dr. Aércio de Lima (UFCG, campus de Campina Grande).

Cerca de 150 pessoas, entre estudantes e professores, participam do evento. Alguns apresentarão trabalhos. Já os demais, em sua maioria, irão assistir às aulas ministradas por cientistas brasileiros e estrangeiros.

A XVII EVJAS está acontecendo no período de 20 de janeiro a 02 de fevereiro de 2013 no Hotel Orotour em Campos do Jordão-SP.

(Ramsés França – Ascom/CES – 23.01.2013)

http://www.ces.ufcg.edu.br/


Outras fotos registradas  em Campos do Jordão, em 23 de janeiro de 2012.


                                     Professores Arthur(CBPF) e Gustavo(USP)
                                     Professor Rafael da UFCG com Rudnei da UERJ
Aulas sobre Transição de fase ministrada por Rudnei

Professor Jorge da USP ministrando aulas de Teoria de Gauge






Além do café, almoço e jantar temos também os lanches no intervalo das aulas.




Link para esta postagem,


Para ver a postagem sob título 

A décima sétima edição da Escola de Verão de Física de Partículas e Campos iniciará nesta segunda, 21, a quem interessar clique em


Quasipartículas tornam mecânica quântica visível a olho nu

“Rios” de polaritons descem as colinas e giram em movimentos quantizados – a estrutura tem a dimensão de um fio de cabelo humano, e seus efeitos podem ser vistos com um microscópio óptico.
Clique em,

PROFESSOR WITTEN AUTOR DA TEORIA DE SUPERCORDA MINISTROU AULAS NA ESCOLA DE VERÃO DE TEORIA DE CAMPOS E FÍSICA DE PARTÍCULAS PROMOVIDA PELA SOCIEDADADE BRASILEIRA DE FÍSICA-SBF, REALIZADA  EM FEVEREIRO DE 2011, CAMPOS DO JORDÃO-SP.

VEJA ALGUMAS FOTOS DESTE EVENTO APÓS A MATÉRIA SOBRE A TEORIA DE CORDAS.



QUAL É O FUTURO DA TEORIA DAS SUPERCORDAS?

Fonte: Agência Fapesp

Revoluções teóricas
Desde sua origem no fim da década de 1960, a teoria das supercordas passou por inúmeras reviravoltas.

Em vários momentos ganhou novas interpretações, até se tornar a mais bem-sucedida resposta, até hoje, para um dos maiores desafios da física contemporânea: unificar a teoria da relatividade geral e a mecânica quântica.

Mas essa movimentada trajetória histórica está longe de chegar ao fim, segundo o físico norte-americano Edward Witten, do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Princeton.
Witten recebeu, em São Paulo, o título de doutor honoris causa da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Para Witten, que é considerado um dos mais importantes físicos teóricos da atualidade, a teoria das supercordas deverá ganhar novas interpretações no futuro, adquirindo dimensões - e consequências teóricas - que ainda são completamente imprevisíveis.

"A teoria das supercordas alcançou um nível de desenvolvimento que, em cada um de seus estágios anteriores, ninguém jamais poderia conceber. Mas o processo de compreender o que realmente significa a teoria das supercordas ainda tem um longo caminho pela frente. Acredito que não estamos nada próximos de ver o fim desse caminho", disse.

Teoria das supercordas e Teoria-M

Desenvolvida a partir do fim da década de 1960, a teoria das supercordas é um modelo físico no qual os componentes fundamentais da matéria não são os pontos sem dimensão que caracterizam as partículas subatômicas na física tradicional, mas objetos extensos unidimensionais, semelhantes a uma corda.

Dependendo do "tom" da vibração dessas cordas, elas corresponderiam a cada partícula subatômica.
Witten é o criador da Teoria-M, que unifica as cinco diferentes teorias das supercordas existentes anteriormente.

O termo foi cunhado pelo cientista em 1995 e desencadeou a chamada "segunda revolução das supercordas".

A Teoria-M determina que a matéria é formada por membranas e que o universo flui através de 11 dimensões: o tempo, a altura, a largura, o comprimento e mais sete dimensões "recurvadas", com outras propriedades - veja Descoberta solução matemática para outras dimensões.

• Cientistas propõem experimento para testar Teoria das Cordas

Interações subatômicas

De acordo com Witten, o processo de mudanças de interpretação que deu novos significados à teoria das supercordas, aumentando sua importância ao longo do tempo, está longe de terminar. "Ainda não podemos nem conceber o fim dessa jornada", disse.

Os físicos consideram que a origem da teoria das supercordas remonta à formulação da Amplitude de Veneziano. A descoberta, realizada em 1968 pelo italiano Gabriele Veneziano, sugeria que a amplitude de espalhamento explicava propriedades físicas, como a simetria e a dualidade, da interação forte entre as partículas subatômicas denominadas mésons.

"Só me envolvi com a teoria das supercordas no fim da década de 1970, por isso não sei o que teria pensado sobre essa descoberta na época. Mas, olhando retroativamente, acho surpreendente que essa pequena fórmula tenha-se tornado o ponto inicial de algo tão significativo", afirmou Witten.

Segundo ele, a proliferação de ressonâncias das partículas subatômicas, ou hádrons, levavam os físicos ao desespero quando tentavam descrever as interações fortes entre elas. "A descoberta de Veneziano sugeria que, se havia tantas ressonâncias de partículas, o espalhamento ressonante poderia ter um papel importante na interação dos hádrons", explicou.

A partir daí, segundo ele, desenvolveu-se a ideia de que um méson é uma pequena corda com cargas em suas extremidades. "As ressonâncias dos mésons, que correspondem aos pólos da amplitude de Veneziano, seriam estados vibratórios dessas cordas", disse Witten.

• Metamateriais vão testar mudanças na
estrutura do espaço-tempo

Gravitação quântica

No entanto, a amplitude de Veneziano gerou descrições das interações fortes entre partículas que são corretas apenas do ponto de vista quantitativo. Outras descrições melhores surgiram e, por alguns anos, a teoria das supercordas ficou no ostracismo.

"Desenvolvimentos posteriores mostraram que o aparente fracasso da teoria das supercordas para explicar as interações fortes não era definitivo. As outras descrições melhores aparentemente eram equivalentes a uma parte ainda não descoberta da teoria das supercordas", afirmou Witten.

O principal motivo para a sobrevivência da teoria, no entanto, é que, se ela era insuficiente para explicar as interações fortes, havia um outro problema da física para o qual ela estava correta: a gravitação quântica.

"A mecânica quântica e a gravidade existem no mundo real e, por isso, precisamos de uma teoria da gravitação quântica. Mas ela não pode ser compreendida com os algoritmos convencionais. A teoria das supercordas tinha as características para isso", disse.

Depois da formulação da Amplitude de Veneziano, segundo Witten, descobriu-se que a teoria era incompatível com a massa que se atribuía às partículas.

Alguns físicos, então, foram ousados o suficiente para propor que a teoria das supercordas havia sido mal interpretada: as cordas eram muito menores do que se havia imaginado e descreviam a gravitação quântica.

"Com isso, a teoria foi conduzida novamente para uma nova direção que não poderia ter sido prevista antes", disse.

• Teoria de
Einstein derruba dois competidores

Supersimetria e supergravidade e membranas

Esse processo de transformação continuou ao longo dos anos e uma das consequências desse desenvolvimento foi perturbadora: a teoria estabelecia que o Universo deveria ter dez dimensões espaciais, além do tempo.

"Isso deve ter parecido uma piada, na época. Mas, quando a teoria foi reinterpretada como uma candidata para unificar todas as teorias de partículas e forças elementares, as dimensões extras deram abertura para que se derivasse toda a complexidade do mundo real a partir de um ponto inicial", disse Witten.

Os físicos descobriram então a supersimetria, descoberta que o norte-americano considera como a principal contribuição que a teoria das supercordas trouxe para prever tudo de novo que pode ser descoberto na física de partículas.

"A supersimetria levou ao tema extraordinariamente rico da supergravidade - que é a consequência da supersimetria ao descrever a gravidade. A supersimetria e a supergravidade são na verdade o topo de um iceberg muito maior: a teoria das supercordas se baseia em um novo tipo de geometria que nós ainda não entendemos", afirmou.

De alguma maneira, segundo Witten, existe um novo tipo de geometria que não permite que se fale de "pontos" ou "linhas" no espaço-tempo, mas na qual se pode falar de superfícies mínimas quânticas.
"Depois disso, alguns físicos começaram a se perguntar: por que parar nas cordas? Por que não membranas? Havia uma boa resposta para isso: as cordas funcionam melhor que as membranas por causa das propriedades únicas dos números complexos. Mas, agora, sabemos que as membranas e os objetos de maior dimensão não são parte de uma teoria alternativa. São, de fato, parte da teoria das supercordas", afirmou.

• Velocidade de dobra pode ser possível, dizem
físicos

Dualidade eletromagnética

Enquanto isso, outra ideia era desenvolvida para desafiar os paradigmas então estabelecidos pela teoria das supercordas: a dualidade eletromagnética. Em meados da década de 1990, várias pistas sugeriam que a simetria entre os campos elétricos e magnéticos tinha importância estrutural para a teoria das supercordas.

"A implicação mais direta era o fato de que a dualidade eletromagnética é importante na supergravidade. As várias vertentes - como as membranas e a dualidade eletromagnética - foram integradas na metade da década de 1990, gerando um novo paradigma", ressaltou.

A partir daí, a teoria só pode ser compreendida em termos de mecânica quântica. "Mas ela não podia ter apenas uma 'roupagem quântica'. Para entendê-la, seria preciso, de certa forma, que ela desse uma nova interpretação do que significa a mecânica quântica", disse.

Sendo assim, de acordo com Witten, chegou-se a um novo paradigma: só havia uma teoria das supercordas e ela se tornara a única candidata à superunificação das leis da natureza.

"Na década de 1990, a visão predominante sobre o que significa a teoria das supercordas e sobre como se pode tentar entendê-la foi, mais uma vez, imensamente amplificada. Podemos perguntar: o que vem agora? Qual a próxima grande mudança de perspectiva? Difícil saber. Talvez já tenha havido, na última década, mais uma mudança de interpretação na teoria, mas é difícil identificá-la sem o devido distanciamento", disse.



PROFESSOR RAFAEL ASSISTIU AULAS SOBRE SUPERCORDAS MINISTRADAS PELO CIENTISTA  WITTEN  EM CAMPOS DO JORDÃO, EM FEVEREIRO DE 2011

Professor Edward Witten ministrando aulas em Campos do Jordão-SP.
O prof. Rafael é o primeiro da esquerda para direita.
Professoer Rafael está agachado, o primeiro da esquerda para direita. 
O professor Witten está em pé de camisa listadas, do lado esquerdo do seu monitor,
em frente ao Hotel Leão da Montanha, em Campos do Jordão-SP.
Em uma postagem no dia 15 depositaremos outras fotos desta escola.

LNK PARA ESTA POSTAGEM NO BLOG RAFAELRAG,


CAMPOS DO JORDÃO-SP: OS PROFESSORES RAFAEL, GEUSA E DIEGO DA UFCG PATICIPARAM DE TRADICIONAL ESCOLA DE FÍSICA: A XVII ESCOLA DE VERÃO JORGE ANDRÉ SWIECA, COM TEMAS DAS ÁREAS DE COSMOLOGIA, FÍSICA DE PARTÍCULAS, ASTROFÍSICA E TEORIA DE CAMPOS, ACONTECERÁ EM JANEIRO DE 2013. SEGUE A EDIÇÃO DA ESCOLA REALIZADA NO ANO PASSADO EM CAMPOS DO JORDÃO-SP, QUE PARTICIPARAM OS PROFESSORES.



Tradicional Escola de Verão de Física em
Campos do Jordão

A XVI Escola de Verão Jorge André Swieca, com temas das áreas de Cosmologia, Física de Partículas, Astrofísica e Teoria de Campos, foi realizada em Campos do Jordão-SP, de 31 janeiro a 12 de fevereiro, participam estudantes e professores do Brasil e do exterior, no total de inscrito de 195. As aulas da primeira semana foram ministradas por professores pesquisadores de instituições de ensino do Brasil. Esta escola acontece a cada dois anos e, portanto, a próxima edição da escola será em janeiro de 2013.

Na segunda semana  as aulas e seminários foram apresentados em inglês. Nesta etapa, as aulas foram ministradas por professores estrangeiros que são pesquisadores de renomes internacionais. O Professor E. Witten, descobridor da representação da álgebra de supersimetria em mecânica quântica e de modelos matemáticos para descrever a teoria de cordas, ministrou um curso sobre uma nova abordagem da integral de trajetória em mecânica quântica. O prof. F. Halzen ministra aula sobre Astrofísica e Cosmologia. O prof. C. Quigg falou sobre as descobertas principais no acelerador de partículas LHC.

Os participantes são obrigados a apresentar trabalhos em uma seção de pôster. Três professores doutores de Física da UFCG participam do evento. Dois trabalhos do mestrado em Física da UFCG foram apresentados por dois professores da UFCG. O professor Dr. Rafael Rodrigues com o trabalho sobre a supersimetria para o átomo de hidrogênio generalizado (com massa dependente da posição) em mecânica quântica relativística via a equação de Dirac para um potencial vetorial e um potencial escalar adicionado a massa, sob título, SUPERSYMMETRY IN RELATIVISTIC QUANTUM MECHANICS: Dirac Equation with Scalar and Vector Potentials, de autoria de Rafael de Lima Rodrigues (UFCG-Cuité), Eriverton da Silva Rodrigues (mestrando em Física da UFCG), Aércio Ferreira de Lima (orientador-UFCG-Campus Campina Grande). O outro trabalho foi apresentado pela professora Geusa A. Marques (orientadora) em co-autoria com o mestrando Jarcinto Souza da UFCG-Campus Campina Grande e o Prof. Dr, Valdir B. Bezerra da UFPB. O trabalho versa sobre Níveis de Landau na presença de defeitos topológicos com massa dependente da posição.
Este evento é muito importante para um aprofundamento do debate das teorias e discussão dos resultados da pesquisa básica em Física de altas energias, afirma o Prof. Rafael. Participa também da escola de verão o Colombiano, recém contratado pela Unidade acadêmica de Física da UFCG, prof. Dr. Diego Alejandro Cogollo Aponte, que desenvolve projeto de pesquisa em Física de partículas em colaboração com o prof. Dr Carlos Pires da UFPB.

Uma Escola de Verão Tradicional

A Escola de Verão Jorge André Swieca de Partículas e Campos é direcionado aos estudantes de pós-graduação, pós-doutores e jovens doutores da área da física de altas energia, teoria de campos, cosmologia. A primeira semana da Escola é dedicada a cursos introdutórios que preparam os alunos para os cursos mais avançados oferecidos na segunda semana.
A XVI Escola de Verão foi realizada no período de 31 de janeiro a 11 de fevereiro de 2011 no Hotel Leão da Montanha em Campos do Jordão.  As aulas da primeira semana foram de 1-5 de fevereiro (terça-sábado) e da segunda semana foram de 7-11 de fevereiro (segunda-sexta). A segunda semana teve a participação de 20 alunos de doutorado da Holanda e cursos de C. Quigg (Fermilab-EUA), F. Halzen (Wisconsin-EUA), J. de Boer (Amsterdam-Holanda) e E. Witten (IAS, Princeton-EUA).
A Escola é organizada pela Sociedade Brasileira de Física (SBF) e é tradicionalmente apoiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), pelo Centro Latino-Americano de Física (CLAF), pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Rio de Janeiro (FAPERJ) e pelo International Centre for Theoretical Physics (ICTP).
O programa completo e a lista dos participantes do evento estão disponíveis em 
http://www.sbfisica.org.br/~evjaspc/xvi/

Gisélia Freitas de  Mirasso, doutoranda está sendo orientada por Elso Drigo, viajou no ano passado para concluir parte de sua pesquisa de tese de doutorado na Espanha e a professora Dra. Geusa Marques da UFCG está fazendo um estágio de Pós Doutorado nos EUA e retornará em maio desse ano.
Prof. Edward Witten em Campos do Jordão-SP, em fev 2011.
Professores Tiago(UFAL-Maceió-AL), Rafael (UFCG-Cuité-PB), Hector(ECT-UFRN)
e Geusa(UFCG-Campina Grande-PB), Campos do Jordão-SP, fev 2011.

LINK PARA ESTA POSTA NO BLO RAAELRAG,


1a. SEMANA DE FÍSICA DA UFCG, CAMPUS CAMPINA GRANDE

 AS PALESTRAS NESTA QUARTA-FEIRA, 14 de março de 2012,  SERÃO NO AUDITÓRIO DA BIBLIOTECA CENTRAL DA UFCG.

   O MINI-CURSO SOBRE SUPERSIMETRIA EM MECÂNICA QUÂNTICA,  MINISTRADO PELO PROFESSOR RAFAEL RODRIGUES (UFCG-CUITÉ), CONTINUA NESTA QUARTA-FEIRA, 14,  DENTRO DA PROGRAMAÇÃO DO EVENTO QUE TEM COMO TEMA FÍSICA MODERNA.  A PROGRAMAÇÃO COMPLETA PODE SER ACESSADA CLICANDO EM



Centro Acadêmico da UFCG promove 1ª Semana de Física em Campina Grande-PB
Evento acontecerá nos dias 13 e 14 de março.
A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), através do Centro Acadêmico de Física (CAFIS), realiza nos dias 13 e 14 de março, a 1ª Semana de Física do campus Campina Grande.  Com o tema Física Moderna, o evento contará com palestra e minicursos. A taxa custa R$15.
Os interessados em participar do evento deverão realizar sua inscrição na Unidade Acadêmica de Física, localizada no bloco CY, campus de Campina Grande.

As palestras  do evento hoje, 14, acontecerão no Auditório da Biblioteca Central. Ontem, 13, o 1º ciclo de palestras foi proferido pelos professores Marcos Antônio Anacleto(UFCG-CG) Rovilson José Bueno(UFCG-Cajazeiras) e Francisco de Assis Brito(UFCG-CG).
Para mais informações, acesse: https://sites.google.com/site/semanadafisica2012/home
Ou www.df.ufcg.edu.br
Confira abaixo a programação completa:

Terça, dia 13/03          Local: Auditório ao lado da Reitoria da UFCG
8h- Credenciamento e entrega do material
8h30-Solenidade de abertura
9h- Palestrante  Marcos Antônio Anacleto (UFCG-CG), Bacharelado e Mestre em Física pela UFPB e  Dr. em Física pela USP-SP.
10h- Palestrante: Rovilson José Bueno (Licenciado em física pela UFMG e Mestre em educação pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor assistente da UFCG, no campus de Cajazeiras)
11:00h– Palestrante: Francisco de Assis Brito (Doutor em Física pela Universidade Federal da Paraíba e pós-doutorado em Física de Altas Energias pela Universidade da Pennsylvania. Atualmente é professor adjunto da UFCG-CG)
12h às 14h - Intervalo para almoço.
Mini-cursos - 14h às 16h 
Experimentação em Física - Jossyl Amorim (Mestre em Física pela Universidade de São Paulo, Professor Adjunto da UFCG-CG)
Laboratório de Física Moderna - Danieverton Moretti  (Doutor em Física pela Universidade Federal de Pernambuco, Professor adjunto da UFCG-CG)
Aplicações da Supersimetria em Mecânica Quântica Ondulatória - Rafael de Lima Rodrigues (Doutor em Física pela universidade do rio de Janeiro e pós-doutor em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Professor Associado da UFCG-Cuité)
Computação Quântica – Aercio Ferreira (Doutor em Física pela Universidade de São Paulo, Professor  associado da UFCG-IQUANTA-CG)

Quarta, dia 14/03          Local: Auditório da Biblioteca Central
8h30min - Palestrante - Peruano Diego Alejandro Cogollo Aponte (Doutor em Física pela Universidade Federal da Paraíba, Professor Adjunto da UFCG-CG)
9h30min - Palestrante- - Lincoln Rodrigues Sampaio de Araújo (Doutor em Física pela Universidade Federal de Pernambuco, Professor Adjunto da UFCG-CG)
10h30min - Palestrante - Argentino Victor Ignácio Afonso (Doutor em Física pela Universidade Federal da Paraíba, Professor Adjunto da UFCG-CG)
11h30min às 14h- Intervalo para almoço.

Mini-cursos - 14h às 16h
Experimentação em Física –  Jossyl Amorim (Mestre em Física pela Universidade de São Paulo, Professor Adjunto da UFCG-CG)
Laboratório de Física Moderna – Danieverton Moretti  (Doutor em Física pela Universidade Federal de Pernambuco, Professor adjunto da UFCG-CG)
Aplicações da Supersimetria  em Mecânica Quântica Ondulatória – Rafael de Lima Rodrigues (Doutor em Física pela universidade do Rio de Janeiro e pós-doutor em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Professor Associado da UFCG-Cuité)
Computação Quântica – Aércio Ferreira (Doutor em Física pela Universidade de São Paulo, Professor associado da UFCG, IQUANTA, Campus Campina Grande)
(Gloriquele Mendes - Ascom/UFCG - 01.03.12)
Blog rafaelrag                                      Ciências e Educação

SEGUE ABAIXO ALGUMAS FOTOS DE PALESTRANTES E PARTICIPANTES NA TERÇA-FEIRA, 13.

                               Professor Rafael Rodrigues, Dr. em Física quântica pela UFRJ.

 

Os alunos Índio e André do Curso de Licenciatura em Física da UEPB recebendo o mateirial do evento de Elisângela da comissão orgnaizadora. Ambos os alunos são de Alagoa Grande.
Professor Rovilson da UFCG-campus Cajazeiras, ministrando uma palestra na área de educação com foco em ensino de Física moderna.
                                 Professora Deise e Professor Zezito da UAF-CCT-UFCG.

                           Ministrantes de mini-curos, professores Rafael e Aércio.

           Professor Suassuana e na foto abaixo o professor Burity da UAF-CCT-UFCG.

                         Palestrante professor Francisco Brito da UAF-CCT-UFCG: partícula superluminal podem viajar mais rápida do que a luz.


Blog rafaelrag
Ciências e Educação

Nenhum comentário:

Postar um comentário